CATARATA
 
 

O que é?
estrabismo, habitualmente designado por “olho torto”, é uma situação em que os dois olhos se encontram desalinhados, com direcções diferentes, impedindo assim a existência de uma visão binocular normal.


o estrabismo, uma vez que os olhos se encontram desviados, um em relação ao outro, são percepcionadas duas imagens diferentes que ao chegar ao cérebro não podem ser fundidas numa única tridimensional. No adulto isto tem como consequência a visão dupla (diplopia), nas crianças o cérebro tem a capacidade de ignorar uma das imagens (supressão), conduzindo a uma perda de visão desse olho (ambliopia - olho preguiçoso), que pode ser corrigida com êxito se for diagnosticada e tratada o mais cedo possível, de preferência antes dos seis anos de idade.
s tipos mais frequentes de estrabismo são: estrabismo convergente (fig.A – esotropia), se um dos olhos desvia para dentro; estrabismo divergente (fig.B – exotropia), se desvia para fora e estrabismo vertical, se um dos olhos desvia para cima (fig.C – hipertropia) ou para baixo (fig.D – hipotropia).

Causas
mecanismo exacto pelo qual o estrabismo se instala não está ainda esclarecido. Estima-se que cerca de 4% a 5% das crianças têm algum tipo de estrabismo e sabe-se que existem situações associadas a uma maior probabilidade de o desenvolver, como por exemplo a prematuridade, a existência de história de casos de estrabismo na família, crianças com paralisia cerebral, acentuado defeito refractivo e ambliopia.

Quando suspeitar que uma criança tem estrabismo?
eve-se suspeitar da existência de um estrabismo se o desvio se manifesta frequentemente ou de forma constante e seja fácil de reconhecer. Existem, no entanto, alguns sinais que nos podem indicar a presença de um estrabismo: a criança que fecha um dos olhos em ambientes bastante luminosos (ao sol), que roda ou inclina a cabeça para ver melhor, que entorta um olho quando fixa um objecto próximo ou quando está distraída.

Tratamento
tratamento do estrabismo tem por objectivo preservar ou recuperar a visão, alinhar os olhos e restaurar a visão binocular. Este tratamento é demorado e exige grande persistência e colaboração por parte da criança e dos pais.
m dos primeiros passos da terapêutica é a prescrição de óculos adequados, já que para que seja possível recuperar uma baixa de visão é fundamental que as imagens cheguem nítidas aos olhos.
m casos de ambliopia poderá ser necessário ocluir o “olho bom” de forma a fazer trabalhar o “olho mau”.
m determinados tipos de estrabismo a utilização de óculos poderá ser suficiente para corrigir o desvio. Quando isto não acontece, a correcção cirúrgica será uma opção.
xistem ainda exercícios oculares que ajudam a manter os olhos alinhados e a “fortalecer” a visão binocular, como por exemplo, em casos de insuficiência de convergência.

 
 
    Copyright © ® 2019 Optiface. Todos os direitos reservados.